Busca avançada
Ano de início
Entree

Valoração dos custos da erosão e ajustes no valor bruto da produção agropecuária para as bacias hidrográficas do Pardo e Baixo Pardo grande

Processo: 04/12093-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2004
Vigência (Término): 31 de outubro de 2005
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Economia - Economias Agrária e dos Recursos Naturais
Pesquisador responsável:Ademar Ribeiro Romeiro
Beneficiário:Isabela Cristovao Balau Garcia
Instituição-sede: Instituto de Economia (IE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:02/06685-0 - Diagnóstico ambiental da agricultura no estado de São Paulo: bases para um desenvolvimento rural sustentável, AP.TEM

Resumo

A agricultura, como atividade econômica, fornece ao homem uma série de bens, seja na forma de insumos ou alimentos. Levando-se em consideração a tecnologia utilizada, a atividade agrícola pode promover degradações internas e externas ao local de produção. Um dos impactos ambientais causados pela agricultura é a erosão do solo, processo natural agravado pela ação antrópica. Assim, o presente projeto de pesquisa objetiva estimar os custos gerados pela erosão do solo agrícola no Estado de São Paulo. Para tal estudo, foram escolhidas as Bacias Hidrográficas do Pardo e Baixo Pardo-Grande, em virtude da enorme variedade física e sócio-econômica apresentada nesta região, o que permite uma boa aproximação das características do Estado de São Paulo. Estas estimativas serão alcançadas, neste projeto de pesquisa, através do método de valoração econômica de recursos ambientais denominado Método de Custo de Reposição. É necessário, portanto, o levantamento de dados da produção agrícola, bem como informações sobre a erosão do solo nas bacias hidrográficas em questão. A partir dos resultados obtidos, será possível compará-los com outros estudos já realizados sobre o processo erosivo em geral, assim como na área de estudo, verificando-se, portanto, os custos internos causados pela erosão do solo agrícola. (AU)