Busca avançada
Ano de início
Entree

Abram-se as portas aos irmãos de cor: a aliança luso-boer e a consolidação do Apartheid: a fuga dos portugueses para a África do Sul - Setembro de 1974

Processo: 05/05197-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2006
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia
Pesquisador responsável:Omar Ribeiro Thomaz
Beneficiário:Arthur Welle
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):África do Sul   Moçambique   Apartheid   Colonialismo   Refugiados

Resumo

Este projeto tem como objeto central a dinâmica que precedeu a formação e manutenção dos campos de refugiados que receberam os indivíduos identificados com o colonialismo português em Moçambique que, em meio a um contexto mais e mais tenso e violento, abandonaram a colônia no período que sucedeu o dia 7 de setembro de 1974– dia da assinatura dos acordos de Lusaka (que definiram os termos da transição e da independência) e dia da deflagração de um levante branco em cidades como Lourenço Marques. Uma pesquisa em torno destes campos ilumina aspectos pouco conhecidos do desmantelamento do Estado colonial português em Moçambique e sobre o projeto de criação de um país branco no extremo sul do continente africano. (AU)