Busca avançada
Ano de início
Entree

Do império dos Braganca ao império dos fazendeiros: a questão fundiária no limiar da República

Processo: 09/54359-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Monica Duarte Dantas
Beneficiário:Filipe Nicoletti Ribeiro
Instituição-sede: Instituto de Estudos Brasileiros (IEB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Período Colonial (1500-1822)   Proclamação da República   Questão agrária   Política agrícola   Brasil

Resumo

O tema do presente projeto é a possível relação entre a questão agrária e a queda do regime monárquico. Pretende-se contribuir à historiografia sobre a transição da monarquia â república no Brasil, abordando um dos elementos que mereceram pouca atenção da historiografia do Império: a relevância da questão fundiária no que se refere â derrubada do regime monárquico. Por meio da utilização de fontes institucionais (legislação, anais da Câmara dos Deputados, do Senado e da Assembléia Provincial de São Paulo) e da imprensa paulista, pretendemos investigar quais as abordagens que diferentes setores da política nacional davam â questão da terra e seu impacto na sociedade naquele momento. Iremos nos focar, também, na elite de São Paulo, província em ascensão econômica, onde a questão da terra se tomava premente naquele momento de grande expansão da lavoura cafeeira e que assumiria o protagonismo na política republicana. Concentraremos as atenções na década de 1880, última década da escravidão e do Império, e, especialmente, em sua segunda metade, momento no qual o desgaste irreversível do sistema escravista começa a se explicitar, tornando urgente a organização do trabalho livre, e no qual um abolicionismo reformista ascende. Esperamos determinar, portanto, a relevância política da questão fundiária no limiar do golpe republicano de 1889. (AU)