Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do efeito da doença sobre o grau de adequação social em pacientes internados, ambulatoriais e controles sadios

Processo: 00/12346-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2001
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2002
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Isabela Judith Martins Bensenor
Beneficiário:Olivia Mari Matsuo
Instituição-sede: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ambulatório hospitalar   Condições patológicas, sinais e sintomas   Sinais e sintomas   Qualidade de vida

Resumo

Avaliar o efeito das doenças agudas e crônicas sobre a qualidade de vida e o grau de adequação social de pacientes internados em enfermarias, freqüentando ambulatórios de diferentes complexidades (ambulatório de curta duração para queixas agudas de fácil resolução como dispepsia ou infecções de vias aéreas superiores, entre outras e ambulatórios para doentes crônicos com múltiplas patologias - hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus, insuficiência cardíaca, entre outras) e controles sadios. Será utilizado para essa avaliação questionário de adequação social geral avaliando várias dimensões como relacionamento familiar, lazer, dificuldades no trabalho, entre outras validado no Brasil pela equipe do Instituto de Psiquiatria. O questionário será aplicado aos pacientes por dois alunos do quarto ano no período de 6 meses. Os 6 meses restantes serão utilizados para análise dos dados. O projeto já foi aprovado pela Comissão de Ética do Hospital. Os controles sadios serão escolhidos entre os próprios acompanhantes dos pacientes no ambulatório ou na enfermaria desde que não portadores de nenhuma doença crônica. (AU)