Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização funcional de proteínas hipotéticas conservadas da bactéria Xylella Fastidiosa causadora da clorose variegada dos citros

Processo: 03/05822-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2003
Vigência (Término): 30 de setembro de 2005
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Bioquímica de Microorganismos
Pesquisador responsável:Francisco Javier Medrano Martin
Beneficiário:Henrique Ferreira
Instituição-sede: Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS). Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Xylella fastidiosa   Clorose variegada dos citros   Cromatografia de afinidade

Resumo

O conhecimento do genoma de Xylella fastidiosa foi capaz de sugerir vias metabólicas/biosintéticas possivelmente utilizadas pela bactéria, mas este dado sozinho não é suficiente para se desvendar a biologia deste organismo. Adicionalmente, -40% deste genoma compõe-se de ORFs codificando para produtos desconhecidos, onde maioria possui homólogos encontrados em outros genomas (hipotéticas conservadas). A proposta do presente projeto é, pois a caracterização funcional de produtos codificados por genes hipotéticos conservados de Xf-CVC, bem como determinar se existe algum envolvimentos destes produtos com patogenicidade. O estudo prevê a seleção inicial de cerca de 100 ORFs para clonagem e expressão baseando-se no tamanho dos produtos codificados (300aa +/-200) e inexistência de r homólogos com estrutura já resolvida. Devido à inexistência de metodologias para o estudo de função de proteínas hipotéticas, espera-se obter indícios de função através de análises de interação proteína-proteína utilizando-se sistemas de duplo híbrido e/ou isolamento de complexos protéicos contendo proteínas hipotéticas por cromatografia de afinidade. Pretende-se também desenvolver métodos para a seleção ''instantânea" de transformantes de Xf, utilizando-se microscopia de fluorescência, e a otimização de estudos de localização de proteínas de Xf in situ. (AU)