Busca avançada
Ano de início
Entree

A influência do nível de aptidão funcional no desempenho do controle postural e incidência de quedas em idosos

Processo: 10/12739-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2010
Vigência (Término): 30 de setembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Paula Fávaro Polastri Zago
Beneficiário:Maria Letícia Nogueira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Envelhecimento   Queda   Comportamento motor   Controle postural

Resumo

Vários estudos apontam para o aumento crescente no número de idosos em diversos países do mundo em decorrência do aumento da expectativa de vida. De maneira geral, o envelhecimento pode ser definido como a soma de todas as alterações biológicas, psicológicas e sociais que acontecem com o passar dos anos. Todas estas mudanças e alterações nos sistemas decorrentes do envelhecimento levam pessoas idosas a vivenciarem, dentre outras características, declínios em suas capacidades funcionais. Concomitante com o declínio dessas capacidades, vários estudos indicam que ocorre um aumento na incidência de quedas com o passar do anos e que isto pode estar associada, dentre outros fatores, ao declínio no funcionamento e desempenho do controle postural nesta população. Contudo, a prática do exercício físico têm se mostrado um importante instrumento para minimizar os declínios decorrentes do processo de envelhecimento. Apesar disto, ainda não está clara a relação entre a prática de atividade física, desempenho do controle postural e incidência de quedas em idosos. Sendo assim, o objetivo geral deste estudo será verificar a relação entre o desempenho do controle postural e a incidência de quedas em idosos com diferentes níveis de aptidão funcional. Para tal, será aplicada a Bateria de Testes da AAHPERD a fim de verificar os níveis de aptidão funcional dos idosos; os testes da Escala Internacional de Equilíbrio de Berg para verificar o nível de incidência de quedas; e um teste para a mensuração das oscilações corporais das idosas durante diferentes tarefas de manutenção da posição em pé. Participarão do estudo, idosas entre 55 e 70 anos que serão divididas de acordo com seu nível de aptidão funcional. Análises univariadas e medidas de correlação serão utilizadas para verificar a relação entre a prática de atividade física, desempenho do controle postural e incidência de quedas nas idosas.