Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação entre os polimorfismos (MTHFR C677T, MTR A2756G e MTRR A66G) e as vitaminas (folato e cobalamina)em mulheres com história de abortos espontâneos recorrentes

Processo: 10/05734-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2010
Vigência (Término): 30 de junho de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Elvira Maria Guerra Shinohara
Beneficiário:Fernanda Midori Seino
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Homocisteína   Folato   Hematologia   Ácido metilmalônico   Vitamina B12   Polimorfismo genético

Resumo

O aborto é caracterizado pelo término da gravidez antes da vigésima semana ou a expulsão de feto pesando menos de 500 gramas. O termo aborto espontâneo recorrente é utilizado para definir a presença de três ou mais abortos sucessivos espontâneos. Estima-se que 1 a 2% das mulheres em idades reprodutiva apresentam perdas recorrentes durante a idade reprodutiva. Embora vários fatores tenham sido associados à ocorrência de abortos recorrentes, estima-se que em 50% ou mais dos casos não é possível identificar as causas específicas através de histeroscopia e testes para detecção de anticorpos anti-fosfolípides, sendo estes casos identificados como perdas fetais recorrentes inexplicadas. Concentrações elevadas de homocisteína total (tHcy) foram associadas ao maior risco de abortos recorrentes. Mutações em genes de enzimas chaves do metabolismo da homocisteína podem ser a causa da elevação das concentrações deste metabólito. Os objetivos do presente estudo são: 1- determinar o risco de ter aborto espontâneo recorrente segundo os genótipos para os polimorfismos MTHFR C677T, MTR A2756G e MTRR A66G e também nas combinações de genótipos dos três dos polimorfismos estudados; 2- avaliar se existe diferença entre as médias das concentrações de homocisteína total, cobalamina e folato em mulheres com história de aborto recorrente e no grupo controle; 3- avaliar se existe a associação entre polimorfismos MTHFR C677T, MTR A2756G e MTRR A66G com alterações nas concentrações das vitaminas (cobalamina e folato) e de tHcy. O estudo será do tipo caso-controle. Serão estudadas 180 mulheres, não grávidas, com história de três ou mais abortos espontâneos consecutivos provenientes do Ambulatório de Obstetrícia da Clínica Obstétrica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP; e serão também estudadas 180 mulheres saudáveis, pareadas segundo as idades e grupos étnicos, que não tenham tido história de abortos espontâneos e tenham tido pelo menos duas gestações normais (de termo) provenientes de Centros de Saúde e da comunidade. Serão avaliadas as concentrações séricas de cobalamina, folato (sérico e eritrocitário) e tHcy. As genotipagens para os polimorfismos MTHFR C677T e MTR A2756G serão determinadas por PCR-RFLP, enquanto que os genótipos do polimorfismo MTRR A66G será obtido por PCR em tempo real.