Busca avançada
Ano de início
Entree

Inclusão escolar: pensamento de professores

Processo: 04/15170-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2005
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2005
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia
Pesquisador responsável:Ana Maria Falcão de Aragão
Beneficiário:Adriana Lourenco
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Inclusão escolar   Teoria histórico-cultural

Resumo

A teoria histórico-cultural pode oferecer alguns subsídios para a discussão sobre a inclusão escolar de crianças portadoras de necessidades especiais: as funções psicológicas superiores são construídas nas práticas sociais, em momentos históricos e culturais determinados, sendo o desenvolvimento cognitivo construído no meio cultural, não podendo ser compreendido como um simples processo de maturação biológica, onde as capacidades e possibilidades dos seres humanos são pré-determinadas e universais. O alvo principal da educação deve ser a pessoa, e não o seu problema e a escola deve ser uma aliada na promoção do desenvolvimento da criança portadora de necessidades especiais. Levando em conta as considerações até aqui apresentadas o objetivo deste estudo é identificar, descrever e analisar o pensamento de professores de uma escola pública municipal acerca da inclusão e as implicações educacionais decorrentes deste modo de pensar. Este estudo será realizado em uma escola pública municipal que tem um projeto apoiado pela Fapesp (Escola singular: ações plurais -processo no 03/13809-0), dentro da rubrica Ensino Público. Por meio de entrevistas com os professores de 1ª. à 4ª. séries do ensino fundamental, buscar-se-á ter acesso ao pensamento docente. Os dados recolhidos serão submetidos à análise de conteúdo. Deste modo, com este estudo pretende-se contribuir com a efetivação do projeto maior na direção de uma ação cada vez mais intencional e planejada. (AU)