Busca avançada
Ano de início
Entree

Reação da polimerase em cadeia como método diagnóstico para Pasteurella multocida toxigênica em suínos

Processo: 99/06809-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 1999
Vigência (Término): 31 de agosto de 2000
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Maria Regina Baccaro
Beneficiário:Daniel de Freitas Souza Campos
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Rinite atrófica   Suínos   Reação em cadeia por polimerase (PCR)

Resumo

A presença da Pasteurella multocida toxigênica em criações de suínos representa alto risco de ocorrência para rinite atrófica, além de predispor a infecções pulmonares. A toxina dermonecrótica produzida por este agente é responsável por lesões degenerativas progressivas dos cornetos e septo nasal, que culminam com deformidades e atrofia das estruturas. Os efeitos nocivos da toxina refletem-se também sobre o desenvolvimento dos animais, induzindo atraso do crescimento; O presente estudo tem por objetivo diagnosticar o agente, através da detecção do gene codificador da toxina dermonecrótica, utilizando a PCR como método diagnóstico. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.