Busca avançada
Ano de início
Entree

Usos e Funções da Imagem: as aquarelas brasileiras de Paul Harro-Harring

Processo: 10/00678-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Valéria Alves Esteves Lima
Beneficiário:Rafael Gonzaga de Macedo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Humanas. Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP). Instituto Educacional Piracicabano. Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Escravidão   História do Brasil Império   Iconografia

Resumo

Paul Harro-Harring (1798-1870), pintor e jornalista dinamarquês, veio ao Brasil com a incumbência de investigar as condições de vida dos escravos no país, vinculado ao semanário abolicionista inglês The African Colonizer. Chega ao país no ano de 1840, aqui permanecendo por apenas três meses, período em que realiza uma série de 24 aquarelas que integrariam o conhecido álbum Tropical sketches from Brazil. Este projeto pretende desenvolver uma análise histórica e iconográfica das aquarelas brasileiras de Paul Harro-Harring, nomeadamente daquelas que abordam o tema da escravidão no Brasil, no final da primeira metade do século XIX. Considerando as condições de sua vinda, sua trajetória pessoal e profissional, marcada por forte engajamento político, e os trâmites entre Brasil e Inglaterra no tocante à questão escravista, será especial objeto de atenção nesta pesquisa a noção de representação aplicada à produção iconográfica brasileira de Harro-Harring.