Busca avançada
Ano de início
Entree

O futurismo por Menotti del Picchia: a repercussão da vanguarda italiana no Brasil

Processo: 08/58707-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2009
Vigência (Término): 31 de março de 2012
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Brasileira
Pesquisador responsável:Therezinha Apparecida Porto Ancona Lopez
Beneficiário:Ana Paula Freitas de Andrade
Instituição Sede: Instituto de Estudos Brasileiros (IEB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Crônica jornalística   Modernismo no Brasil   Vanguarda
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Cronica Jornalistica | Filippo Tommaso Marinetti | Futurismo Paulista | Menotti Del Picchia | Modernismo Brasileiro | Vanguarda

Resumo

O projeto propõe a investigação da produção jornalística de Menotti del Picchia, o arauto do modernismo, entre 1920 e 1922, no correio paulistano, na Gazeta e no Jornal do Commercio, assinada com o seu nome ou com os pseudônimos Hélios e Aristophanes. Tem como objetivo selecionar materiais que tratem de futurismo e assuntos afins. A proposta justifica-se pela convicção de que Menotti foi o participante mais enérgico da polêmica sobre o futurismo, veiculada na imprensa paulistana, além de ter contribuído para divulgar o movimento modernista, pondo em cena as principais teses, e esboçando os fundamentos ideológicos. Serão exploradas 965 crônicas, coligidas por Y. S. Barreirinhas (O Jornalismo de Menotti del Picchia: São Paulo, 1920-22, FFLCH-USP, 1980), cujos fac-símiles foram depositados no arquivo do IEB, com o intuito de oferecer subsídios para pesquisas sobre o tema. A exploração dessa fonte deverá efetuar a organização de uma seleta das crônicas relativas ao futurismo e a assuntos afins; o exame dos textos, procedendo a análise do discurso; a apresentação do material e a discussão dos resultados da análise por meio de um ensaio. Este buscará, a partir dos elementos imanentes aos textos, compreender essa produção do cronista na esfera artístico-social; definir o papel histórico do Gedeão do modernismo; compreender como se deu a formulação de um futurismo a brasileira, ancorado em Menotti; identificar os níveis de consciência que os modernistas desenvolveram durante esse processo; perceber como tais fatores colaboraram para a formação e a divulgação do ideário modernista; levantar elementos que apontem os rumos tomados pelos escritores dessa geração. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)