Busca avançada
Ano de início
Entree

A expressão do gene YWHAH como fator prognóstico da disseminação hepática do adenocarcinoma colorretal

Processo: 10/12459-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2010
Vigência (Término): 30 de setembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Luiz Arnaldo Szutan
Beneficiário:Simone Santoro Angelo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP). Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Prognóstico

Resumo

O câncer colorretal (CCR) é muito prevalente, caracterizando problema de saúde pública. Metástases à distância são marcadores prognósticos do CCR, sendo a principal causa de morte. O fígado é órgão mais acometido nesses casos e cerca de 20-30% dos pacientes submetidos a ressecções do cólon potencialmente curativas apresentam metástase hepática. Os marcadores tumorais disponíveis atualmente ainda não têm potencial prognóstico para metástases de CCR. Exemplos corriqueiros deles são o CEA, a prolactina, B-hCG entre outros que apresentam padrões de relação com o CCR. Estes padrões, no entanto, não diferem muito dos marcadores genéticos que já são amplamente estudados na atualidade. Atualmente a tecnologia de "microarray" para a varredura do RNA e identificação dos genes expressos abriu portas para a compreensão das doenças auto-imunes, bem como da carcinogênese e do desenvolvimento das metástases.Utilizando amostras de tecido neoplásico para estudo da expressão genética é possível detectar genes com maior ou menor expressão em relação ao tecido sadio. Os mais estudados são os genes K-RAS, p53, CD44, metaloproteinase-9 e COX-2. Esses genes, no entanto, estão relacionados a outras neoplasias e têm baixa especificidade em relação ao CCR e suas metástases.