Busca avançada
Ano de início
Entree

Contribuição da corticosterona sobre a evocação de tarefas aversivamente motivadas em animais privados de sono

Processo: 10/05372-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Deborah Suchecki
Beneficiário:Mariella Bodemeier Loayza Careaga
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:98/14303-3 - Center for Sleep Studies, AP.CEPID
Assunto(s):Ratos   Memória animal   Aprendizagem animal   Privação de sono   Metirapona   Glucocorticoides

Resumo

Diversos estudos têm mostrado que a privação de sono (PS) traz prejuízos aos processos cognitivos, como aprendizado e memória. Sabe-se também que os glicocorticoides atuam nos processos mnemônicos, podendo facilitar a retenção destes ou prejudicá-los. Estes efeitos dependem muito das concentrações desses hormônios e da fase da memória avaliada: a aquisição, consolidação ou evocação. O presente estudo tem o propósito de avaliar se os efeitos deletérios verificados em animais privados de sono na evocação de uma tarefa adquirida são devidos a privação de sono em si ou pela ação dos hormônios glicocorticoides, os quais se encontram elevados durante a privação de sono. Em cada tarefa, condicionamento de medo ao contexto (CMC), condicionamento de medo ao som (CMS), os animais serão treinados e, em seguida, será permitido um período de descanso de 96h. Após esse período, os animais serão privados de sono (PS), pelo método das plataformas múltiplas, ou não (CTL) por um período que será determinado no primeiro experimento. Imediatamente após o período de privação de sono os animais serão separados em dois grupos, um grupo veículo (VEI) e outro tratado com metirapona (MET), um inibidor da síntese de corticosterona, e testados nas respectivas tarefas. Caso o prejuízo de evocação induzido pela privação de sono se dê via hormônios glicocorticoides, a inibição da liberação destes deverá impedir o efeito deletério. (AU)