Busca avançada
Ano de início
Entree

Gases do efeito estufa e aquecimento global: avaliação das emissões de CO2, CH4, e N2O de solos sob floresta e pastagens da Amazônia submetida a um gradiente de temperatura

Processo: 06/56400-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2006
Vigência (Término): 30 de novembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Carlos Clemente Cerri
Beneficiário:Laila Caroline Zamboni Fraccaro
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Aquecimento global   Emissão de gases   Gases do efeito estufa   Metano   Carbono   Óxido nitroso   Matéria orgânica do solo   Alteração ambiental   Mudança climática

Resumo

A preocupação em relação às mudanças do clima no planeta, decorrentes, principalmente das emissões desses gases tem sido crescente uma vez que as ações antrópicas, tais como a atividade industrial, a queima de combustíveis fósseis e mudanças no uso da terra, são fatores que fazem aumentar o incremento desses gases na atmosfera. As trocas gasosas que ocorrem entre solo e atmosfera são fatores fundamentais nas mudanças globais devido à emissão de gases do efeito estufa como o dióxido de carbono (CO2), o metano (CH4) e o óxido nitroso (N2O). Dentre os ecossistemas terrestres o solo constitui um dos principais reservatórios de carbono (C). Portanto, o manejo do solo, como o desmatamento, pode alterar o processo de oxidação da matéria orgânica do solo favorecendo a emissão de gases do efeito estufa e contribuindo para o aquecimento global. Além disso, acredita-se que este aquecimento global possa retroagir na taxa de decomposição da matéria orgânica do solo (MOS) potencializando a liberação de carbono (C) do solo e a mineralização de nitrogênio. Serão realizadas incubações de solos coletados na Amazônia brasileira, sob floresta e pastagem. Será avaliado a emissão de gases, CO2, CH4 e N2O, dos solos submetidos a um gradiente de temperatura, 25, 35 e 45 ºC e qual o possível impacto deste aumento de temperatura em atributos químicos e biológicos do solo. (AU)