Busca avançada
Ano de início
Entree

Fitomassa aérea de diferentes biomas no Sudoeste da Amazônia e sua contribuição ao efeito estufa, devido ao desmatamento e a queima

Processo: 06/54790-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2007
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Carlos Clemente Cerri
Beneficiário:Ciro Abbud Righi
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Ecossistema tropical   Queimada   Ciclo do carbono   Estoque de carbono   Fitomassa   Gases do efeito estufa   Aquecimento global   Mudança climática

Resumo

Os ecossistemas tropicais são de grande importância econômica e política e possuem grande influência no ciclo global do carbono. Apesar da sua importância e de seus impactos no ciclo global do carbono, existe falta de estudos de medições sistemáticas dos estoques e fluxos de C durante a conversão de ecossistemas naturais em ambientes modificados. Este trabalho está baseado na hipótese de que a vegetação nativa representa grande estoque de carbono e que a sua liberação à atmosfera devido a derruba e queima potencializa o aquecimento global. O objetivo geral deste trabalho é estimar a liberação de gases do efeito estufa gerados no processo de mudança do uso da terra para fins agrícola na região sudoeste da Amazônia e relacioná-los com o aquecimento global da atmosfera terrestre. Para atingir tal meta, visa-se: 1. Quantificar a fitomassa existente nos diferentes biomas (Cerrado, Cerradinho, Cerradão e Roresta Ombrófila); 2. Estabelecer relações alométricas que possibilitem estimar a, fitomassa existente de maneira rápida e com o máximo de margem de segurança; 3. Quantificar a perda de fitomassa dos diferentes biomas estudados, determinando seus coeficientes de combustão e assim a taxa de liberação de CO2 diretamente devido à ação do fogo e; 4. Proporcionar parâmetros de modelos matemáticos para efetuar estimativas dos estoques de carbono na vegetação e seu fluxo na forma de gás. (AU)