Busca avançada
Ano de início
Entree

As condicoes e organizacao de trabalho de profissionais de enfermagem e a ocorrencia de acidentes de trabalho.

Processo: 07/58194-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2008
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia do Trabalho e Organizacional
Pesquisador responsável:Maria Luiza Gava Schmidt
Beneficiário:Aline Almussa
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):Organização do trabalho   Trabalho   Enfermagem   Acidentes de trabalho

Resumo

O objetivo geral da pesquisa é estudar e identificar aspectos das condições e da organização do trabalho que influenciem as ocorrências de Acidentes de Trabalho (AT) com profissionais da enfermagem, conhecer o cotidiano e a dinâmica do trabalho dos profissionais da enfermagem, identificar as percepções dos trabalhadores sobre a ocorrência de Acidentes de Trabalho, colaborar para redução dos casos de AT no contexto estudado e contribuir com informações técnico-científicas para compreensão dos agravos à saúde da população trabalhadora. O estudo será feito em uma instituição hospitalar realizada no interior do estado de São Paulo. Dentre os aproximadamente 200 funcionários da área da enfermagem do hospital, para a coleta de dados teremos contato mais efetivo com aproximadamente 100 sujeitos, por meio das fichas de Acidente de Trabalho ou por informação do setor de Recursos Humanos da instituição, que nos fornecerá a lista dos funcionários e quais deles sofreram acidente nesses últimos circo anos. Como procedimento de investigação serão utilizadas entrevistas individuais semi-estruturadas. Os dados serão analisados qualitativamente, tomando como base a Psicodinâmica do Trabalho na proposta de Christophe Dejours. Esse autor fundamenta seus conceitos na vertente psicanalítica, de forma, não reducionista. Valoriza a subjetividade e concebe a fala do trabalhador como sendo privilegiada para o entendimento do contexto de trabalho, sobretudo, acerca dos aspectos desfavoráveis à sua saúde (DEJOURS, 1987). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)