Busca avançada
Ano de início
Entree

Espaços públicos na área central de Presidente Prudente - SP: uma abordagem a partir do imaginário urbano

Processo: 08/53805-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2009
Vigência (Término): 31 de março de 2010
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Eda Maria Góes
Beneficiário:Talita Souza Coelho da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Cidades médias   Produção do espaço urbano   Representações sociais

Resumo

Considerando que em 2008 mais da metade da população mundial (cerca de 3,3 bilhões) vive em áreas urbanas e que em até 2030 a expectativa é que este número chegue aos 5 bilhões, resultando num crescimento que tornará as cidades mais complexas, atualmente faz-se necessário estudos sobre os modos de interação humana no espaço urbano. Seguindo uma linha de pesquisa que tem uma abordagem mais social e menos tecnicista e estatística, este trabalho tem como embasamento as áreas do urbanismo, sociologia, semiologia e a história oral na medida em que recorre aos depoimentos orais dos citadinos como fonte principal de pesquisa. Uma leitura sobre a cidade de Presidente Prudente, localizada na Região Oeste do Estado de São Paulo, mais especificamente sobre os espaços públicos da área central, revela a escolha de local propício ao uso e a apropriação por parte de seus moradores, além de sugerir um alto valor evocativo que vai ao encontro dos procedimentos metodológicos adotados na pesquisa. Este estudo visa refletir sobre os modos de apropriação dos espaços públicos, pelos diferentes moradores de uma cidade média do interior paulista - Presidente Prudente levando em conta a influência do imaginário social nessas práticas sociais. Partindo da pesquisa sobre uso e apropriação por parte dos citadinos dos espaços coletivos, juntamente com a reflexão referente às questões que envolvem a concepção moderna dos espaços públicos, este trabalho visa contribuir com a compreensão sobre o modo que ocorre a interação entre espaços e usuários, numa escala local. Em que medida tal concepção moderna de espaço público ainda prevalece e/ou deixou de ser almejada, mesmo como um ideal? Essas são apenas algumas das perguntas que pretendemos ajudar a responder. Desenvolvida no âmbito do GAsPERR (Grupo de Pesquisa Produção do Espaço e Redefinições Regionais), esta pesquisa se integrará a um conjunto de outras que vêm se dedicando a estudar as cidades médias, entre as quais destacamos aquelas que são financiadas pela FAPESP: "Urbanização difusa, espaço público e insegurança urbana" (Maria Encarnação B. Spósito). Parque do Povo de Presidente Prudente - SP: Insegurança, usos e sua configuração espacial. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.