Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de materiais nanoestruturados pelo processo de eletrofiação para a obtenção de absorvedores de micro-ondas

Processo: 10/08602-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 31 de outubro de 2010
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Aeroespacial - Estruturas Aeroespaciais
Pesquisador responsável:Mirabel Cerqueira Rezende
Beneficiário:Lilia Müller Guerrini
Instituição-sede: Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE). Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA). Ministério da Defesa (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Aeronáutica   Nanocompósitos   Materiais nanoestruturados   Eletrofiação   Polímeros (materiais)

Resumo

Em um processo de eletrofiação, mantas constituídas por nanofibras são produzidas sob aplicação de um intenso campo elétrico aplicado na solução polimérica. As vantagens desse processo são: elevada razão área/volume, boa resistência mecânica e flexibilidade na funcionalidade das superfícies. Assim, é um processo atrativo para produção de materiais nanoestruturados utilizados no setor aeronáutico. As principais variáveis desse processo são: concentração da solução, tensão e distância de trabalho. O objetivo deste projeto é produzir mantas pela técnica da eletrofiação para a produção de materiais absorvedores de radiação energia eletromagnética (MARE) e em compósitos nanoestruturados utilizados em diferentes setores da engenharia. Os MARE serão produzidos por eletrofiação utilizando duas diferentes rotas. A primeira fará uso de soluções poliméricas de poliuretano termoplástico (TPU)/ácido dicloroacético/polianilina dopada (PAni-DBSA ou PAni-CSA), visando a obtenção de nanofibras intrinsecamente condutoras. A segunda rota visa a obtenção de compósitos nanoestruturados obtidos por eletrofiação utilizando soluções de poli(éter-imida) (PEI)/1-metil-2-pirrolidona na presença de nanotubos de carbono de paredes múltiplas (CNTPM). As mantas obtidas pelas duas rotas serão caracterizadas quanto ao comportamento térmico (DSC), degradação térmica (TGA), estruturas química (FTIR) e morfologia (MEV). Nas mantas de TPU/PAni dopada e PEI/CNTPM serão também feitas medidas de condutividade elétrica e de refletividade na faixa de micro-ondas (8 - 12 GHz). (AU)