Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência das bebidas energéticas ou de seus componentes nos efeitos ansiolítico e estimulante do etanol

Processo: 06/00803-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2006
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Maria Lucia Oliveira de Souza Formigoni
Beneficiário:Gabriela Naomi Kowara Fujisaka
Instituição-sede: Departamento de Psicobiologia. Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Etanol

Resumo

O álcool é uma das substâncias psicotrópicas mais antiga e socialmente tolerada, além de desencadear problemas físicos, psicológicos e socioeconômicos. O etanol apresenta um "efeito bifásico" dose-dependente, ou seja, em baixas doses causa euforia e agitação, enquanto que em doses elevadas induz efeitos predominantemente depressores.O etanol age afetando o funcionamento do sistema nervoso, interrompendo o balanço entre os transmissores excitatórios e inibitórios em diversas áreas. Muitos sistemas de neurotransmissão estão envolvidos nos mecanismos de ação do etanol, entre eles o dopaminérgico, o glutamatérgico, o serotonérgico e o GABAérgico. O efeito ansiolítico do etanol está relacionado com a inibição dos neurônios serotonérgicos e com a ativação do complexo receptor GABA, produzindo um reforço negativo, ao reduzir a ansiedade.Diversos estudos foram realizados sobre drogas que pudessem antagonizar os efeitos da intoxicação aguda pelo etanol. Em alguns estudos realizados recentemente várias pessoas relataram usar uísque com bebida energética para permanecerem estimuladas a noite toda, sem sentir os efeitos depressores do álcool. Tem sido observada uma rápida popularização da ingestão combinada de álcool e bebidas energéticas. Em estudos feitos com animais observou-se que a mistura de etanol com bebidas energéticas foi pouco eficaz na redução dos prejuízos induzidos pelo etanol na coordenação motora. No entanto, observou-se, aumento da atividade locomotora e sensibilização ao efeito estimulante do etanol. Considerando-se que ainda não há estudos sobre a influência da bebida energética no efeito ansiolítico do etanol, consideramos necessário explorar, de modo controlado, quais seriam os componentes ativos das bebidas energéticas, responsáveis pela interação com etanol.Dessa forma, os objetivos deste projeto são avaliar os efeitos da administração da mistura de etanol com bebida energética no efeito ansiolítico do etanol avaliar os efeitos da administração de etanol associado aos principais componentes das bebidas energéticas (cafeína, taurina, carboidratos, gluconolactona e inositol) na atividade locomotora de camundongos.O efeito ansiolítico do etanol será avaliado pelo desempenho dos animais no labirinto em cruz elevado e o efeito estimulante pela atividade locomotora em caixas de atividade.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.