Busca avançada
Ano de início
Entree

Turismo e inclusão social: estudo sobre os meios de capacitação e qualificação profissional para a população de Rosana-SP

Processo: 06/57603-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2006
Vigência (Término): 30 de novembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Turismo
Pesquisador responsável:Eduardo Romero de Oliveira
Beneficiário:Joao Paulo Faria Tasso
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rosana. Rosana , SP, Brasil

Resumo

Este projeto de pesquisa de iniciação científica tem como foco a capacitação profissional de moradores de comunidades de Rosana, município localizado no extremo oeste paulista, por meio dos pressupostos da economia solidária. O município de Rosana apresenta uma realidade dividida entre os graves problemas sócio-econômicos e o seu grande potencial de recursos turísticos naturais. A prática turística vem sendo explorada na região de maneira retraída, sem a devida inclusão de boa parcela dos seus moradores em função, entre outras coisas, da não capacitação e qualificação profissional para o turismo. A capacitação profissional, nessa perspectiva, é imprescindível para que haja o desenvolvimento turístico regional, pois oferece ferramentas gerenciais e orientações técnicas, contábeis e jurídicas necessárias para a realização dos serviços turísticos. O objetivo geral deste estudo é analisar e refletir sobre os possíveis meios para a capacitação e a qualificação de moradores de comunidades rosanenses, em prol do desenvolvimento do turismo sustentável. Para tanto, este trabalho divide-se em cinco fases. Na primeira, dedica-se à compreensão da realidade e do contexto sócio-econômico em que o município de Rosana, e sua população, estão inseridos. Na segunda, ao estudo e investigação dos possíveis meios geradores de capacitação profissional. Já na terceira, destina-se à realização da pesquisa de campo. Na quarta fase, à sistematização e análise dos dados obtidos. E a quinta e última parte ao prognóstico, com o apontamento de alternativas para a capacitação e qualificação profissional conjuntamente com os resultados do trabalho de campo. Os resultados serão sistematizados e avaliados por meio de pressupostos dialéticos e da análise de conteúdo das informações coletadas. (AU)