Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle químico qualitativo de plantas medicinais do cerrado

Processo: 10/05353-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Paulo Sérgio Pereira
Beneficiário:Denise Dias de Oliveira
Instituição-sede: Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP). Campus Ribeirão Preto. Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Cromatografia líquida de alta pressão   Cromatografia   Medicamentos fitoterápicos   Química de produtos naturais   Tinturas

Resumo

Com a implantação oficial da utilização de plantas medicinais na rede pública (SUS), no mês de junho de 2006 (71 plantas já foram selecionadas, e serão em breve medicamentos fitoterápicos nas farmácias públicas), a fitoterapia deixa de ser uma terapêutica empírica para ser uma terapêutica científica. É, portanto, indispensável continuar o processo de formação de recursos humanos e de programas direcionados à investigação científica e tecnológica na validação de nossos recursos naturais. Fica evidente que a indústria farmacêutica e a Universidade têm um papel relevante nesta jornada, então cabe a nós, alunos, pesquisadores e profissionais da área de saúde, conhecer a fitoquímica destas plantas para garantir a eficácia dos medicamentos fitoterápicos. Uma padronização torna-se necessária, partindo do estudo etnobotânico, conhecimento do solo, cultivo, colheita, secagem, preparação de tinturas e extratos, conhecimento de seus marcadores químicos e sua ação farmacológica.Constituem objetivos específicos deste trabalho desenvolver o controle químico qualitativo de plantas medicinais do Cerrado. Para tanto será atualizado um levantamento bibliográfico de 26 espécies medicinais do Cerrado abrangendo seus marcadores químicos e ações farmacológicas já estudadas; Identificar marcadores químicos específicos para as várias espécies de uma mesma família e para espécies isoladamente; Estabelecer perfil químico qualitativo em CCDC e HPLC de tinturas e extratos utilizando marcadores químicos específicos de 26 espécies endêmicas do Cerrado para servir no controle químico qualitativo a ser utilizado em Farmácias de Manipulação.