Busca avançada
Ano de início
Entree

Epilepsia do lobo temporal associada a esclerose de hipocampo: avaliação do impacto do acometimento bilateral de estruturas temporais mesiais no resultado cirúrgico, medidas através de exames estruturais e funcionais pré-operatórios

Processo: 05/50067-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2005
Vigência (Término): 30 de novembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Luiz Henrique Martins Castro
Beneficiário:Maurício Henriques Serpa
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Avaliação neuropsicológica   Epilepsia do lobo temporal   Ressonância magnética

Resumo

O tratamento com drogas antiepilépticas, em mono ou politerapia, é eficaz em cerca de 80% dos pacientes epilépticos. A epilepsia mesial do lobo temporal (EMLT) associada à esclerose de hipocampo é a causa mais frequente de epilepsia refratária, passível de tratamento cirúrgico. O tratamento cirúrgico, nestes casos, é considerado quando o controle das crises não é satisfatório após dois anos de início da administração de drogas, em doses máximas toleradas. Nesse contexto, a eficácia no controle completo das crises após a cirurgia é de 50 a 80% dos casos. A indicação cirúrgica requer uma bateria de testes que têm por objetivo delimitar o foco epileptogênico e prever a ocorrência de déficits cognitivos pós-operatórios, especialmente de memória. Os exames incluem avaliação clínica, exames de neuroimagem funcional e estrutural (SPECT e RM), exames neurofisiológicos (vídeo-EEG) e avaliação cognitiva, realizada através de avaliação neuropsicológica e o teste do amital sódico (Wada). Os dados obtidos na avaliação pré-cirúrgica podem ser incongruentes, ou seja, os dados eletrofisiológicos podem indicar atividade epileptiforme interictal contralateral à lesão observada ao exame de ressonância magnética de crânio, ou podem ser evidenciadas crises originadas eletricamente no lobo temporal contralateral à lesão. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CASTRO, LUIZ H.; SERPA, MAURICIO H.; VALÉRIO, ROSA M.; JORGE, CARMEN L.; ONO, CARLA R.; ARANTES, PAULA R.; ROSEMBERG, SERGIO; WEN, HUNG TZU. Good surgical outcome in discordant ictal EEG-MRI unilateral mesial temporal sclerosis patients. Epilepsia, v. 49, n. 8, p. 1324-1332, Aug. 2008.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.