Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos possíveis efeitos tóxicos da monocrotalina sobre a resposta imune inata de ratos adultos e da prole de ratas tratadas durante a gestação

Processo: 07/51648-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2007
Vigência (Término): 30 de junho de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Isis Machado Hueza
Beneficiário:Julia Cristina Benassi
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Crotalaria   Imunidade inata   Ratos   Monocrotalina

Resumo

A monocrotalina (MCT) é um alcalóide pirrolizidínico encontrado em diversas espécies de plantas tóxicas em todo o mundo, sendo no Brasil, o gênero Crotalaria, o maior representante destas plantas. A importância da intoxicação por Crotalaria não se restringe apenas à pecuária, mas também à população humana, haja vista que a MCT e seu metabólito tóxico, o pirrol, podem ser excretados pelo leite. Os principais sintomas observados em animais de produção intoxicados com esta planta são de natureza hepática e também renal, podendo também ser observado no homem e nos roedores a ocorrência de hipertensão pulmonar com conseqüente cor pulmone. No entanto, nenhum estudo sobre os efeitos da MCT sobre o sistema imune foi realizado até o momento na principal espécie empregada nos protocolos de imunotoxicidade, o rato. Assim, o objetivo do presente trabalho é o de avaliar se baixas doses de MCT (0,0; 0,3; 1,0 e 3,0 mg/kg) administrados, por gavage, promove alterações na resposta imune inata de ratos machos adultos e também na resposta imune inata da prole de ratas tratadas durante a gestação, aos 21 e 70 dias de vida. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ELIAS, FABIANA; LATORRE, ANDREIA O.; PIPOLE, FERNANDO; HARAGUCHI, MITSUE; GORNIAK, SILVANA L.; HUEZA, ISIS M. Haematological and immunological effects of repeated dose exposure of rats to integerrimine N-oxide from Senecio brasiliensis. Food and Chemical Toxicology, v. 49, n. 9, p. 2313-2319, SEP 2011. Citações Web of Science: 4.
HUEZA, ISIS M.; BENASSI, JULIA C.; RASPANTINI, PAULO C. F.; RASPANTINI, LEONILA E. R.; SA, LILIAN R. M.; GORNIAK, SILVANA L.; HARAGUCHI, MITSUE. Low doses of monocrotaline in rats cause diminished bone marrow cellularity and compromised nitric oxide production by peritoneal macrophages. JOURNAL OF IMMUNOTOXICOLOGY, v. 6, n. 1, p. 11-18, 2009. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.