Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização dos componentes proteicos farmacologicamente ativos do veneno do peixe "Thalassophryne nattereri"

Processo: 01/02937-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2001
Vigência (Término): 30 de abril de 2004
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Ana Maria Moura da Silva
Beneficiário:Monica Valdyrce dos Anjos Lopes Ferreira
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):DNA recombinante   Calicreína   Purificação   Peixes   Inflamação   Toxinas

Resumo

O estudo de venenos de peixes pode levar a descoberta de novas categorias de toxinas. O veneno de Thalassophryne nattereri em doses baixíssimas foi capaz de induzir dor, edema e necrose, bastante severos; as atividades hemorrágica, fosfolipásica e coagulante não foram detectadas apesar de sua ação pronunciada na microcirculação e em fibras musculares e de sua citotoxicidade. O seu mecanismo de ação nociceptivo e edematogênico envolve as calicreínas e não as vias clássicas de mediadores inflamatórios. Neste projeto de pós-doutoramento faremos a purificação e caracterização molecular dos componentes responsáveis pelas principais atividades tóxicas do veneno (nociceptiva e edematogênica), através de proteínas nativas isoladas e recombinantes que serão sintetizadas a partir de mRNA extraído de glândulas de veneno de T. nattereri. Com as toxinas isoladas ou recombinantes, avaliaremos sua ação no sistema calicreína-cininogênio-cininina visando explicar o mecanismo de ação do veneno. Estes estudos visam à descoberta de antagonistas eficientes que poderão contribuir para o tratamento do envenenamento e para o uso das toxinas como ferramentas biológicas. (AU)