Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação da estrutura tridimensional do imunocomplexo jararagina/MAJar 3 para a identificação dos motivos envolvidos na atividade hemorrágica de SVMPs

Processo: 08/09102-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2009
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Ana Maria Moura da Silva
Beneficiário:Amanda Abdalla Valério
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Hemostasia   Estrutura   Metaloproteinases   Anticorpos monoclonais   Cristalografia

Resumo

Existe grande importância no esclarecimento de estruturas moleculares responsáveis por diferentes atividades de moléculas altamente versáteis como as SVMPs, que desempenham um papel importante nos distúrbios da hemostasia e nas lesões locais ocorrentes em envenenamentos botrópicos, As SVMPs estão envolvidas na degradação de componentes da matriz extracelular presentes na membrana basal, alteração na viabilidade de células endoteliais, inibição da agregação plaquetária induzida pelo colágeno e degradação de vários componentes plasmáticos envolvidos na coagulação sanguínea. Conjuntamente, estes dados poderiam explicar a ação hemorrágica das SVMPs. Entretanto, ações muito similares são também verificadas para SVMPs da classe P-I, fracamente hemorrágicas, ou mesmo para algumas SVMPs da classe P-IIIa, que não induzem hemorragia. Nesse sentido, utilizando a jararagina como modelo, várias abordagens vêm sendo utilizadas por nosso grupo para decifrar o motivo estrutural das SVMPs que está ligado com sua atividade hemorrágica. Uma forte correlação foi verificada entre a atividade hemorrágica, ligação com alta afinidade ao colágeno e reatividade de um motivo conformacional da toxina com o anticorpo monoclonal MAJar 3, que neutraliza a hemorragia induzida pela jararagina, mas não sua atividade catalítica. Entretanto, os nossos estudos devem ser refinados utilizando fragmentos menores da molécula do anticorpo neutralizante e caracterizando a estrutura tridimensional do imunocomplexo. Dessa forma, neste projeto objetivamos a obtenção do complexo MAJar3-jararagina e FabMAJar3-jararagina, avaliando o espectro de neutralização observado nas duas condições. A estrutura do imunocomplexo será resolvida através de cristalografia associada à difração de raios X, e incluiremos também experimentos de modelagem da ligação da jararagina ao colágeno e a outros componentes de matriz extracelular. Este estudo nos permitirá caracterizar epitopos ou alterações conformacionais com forte correlação com a hemorragia induzida pela jararagina e com isso poderíamos compreender melhor os mecanismos moleculares envolvidos na principal ação dessa toxina e focalizar esforços para chegar a uma neutralização deste epitopo nas diversas SVMPs P-III. Além disso, a elucidação de estruturas de complexos moleculares ainda representa um avanço na metodologia implantada na área de biologia estrutural. Mais ainda, a possibilidade de incorporarmos no nosso grupo um recém-doutor com experiência em cristalografia ajudará muito o desenvolvimento futuro de nossas pesquisas, em grande parte relacionadas com estudos de estrutura e função de toxinas, onde a elucidação de estruturas moleculares são fundamentais para o esclarecimento de mecanismos de ação.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.