Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da administracao aguda de iodo sobre a expressao de mrna da pendrina e sua poliadenilacao.

Processo: 06/57004-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2006
Vigência (Término): 31 de outubro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Maria Tereza Nunes
Beneficiário:Jamile Calil Silveira
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Pendrina

Resumo

Pendrina é um transportador de ânions, codificado pelo gene PDS. Na tireóide ela está inserida na membrana apical de células foliculares e a mutação desse gene provoca surdez, bócio e defeito na organificação do iodeto, sugerindo um possível papel da pendrina no transporte de iodeto na membrana apical da célula folicular tireoideana. Estudos subseqüentes demonstraram que a proteína pode mediar o transporte do iodeto em células de mamíferos, o que fortaleceu a possibilidade da pendrina em mediar o efluxo apical do iodeto dos tireócitos no folículo. Sabendo-se que o iodo é fundamental para a síntese de hormônios tireoideanos e considerando-se que a estabilidade de alguns mRNAs que codificam proteínas envolvidas com o transporte de oligominerais é modificada por alterações no aporte dos mesmos, é nosso objetivo investigar se a administração de iodo, por curtos períodos de tempo (30 min a 24 h), altera a expressão do mRNA da NIS bem como o seu peso molecular, parâmetro este que, em geral, se altera quando a estabilidade do transcrito é modificada. (AU)