Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do tipo de pulso do laser de CO2 associado a uma fonte de fluoreto no controle da erosão em esmalte

Processo: 09/15201-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2010
Vigência (Término): 31 de março de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Silmara Aparecida Milori Corona
Beneficiário:Fernando Luiz Alonso Filho
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Erosão dentária   Laser do estado sólido   Esmalte dentário   Fluoretos

Resumo

Diante da importância e prevalência da erosão dental em esmalte, devido principalmente ao refluxo gastresofágico e da ausência de estudos na literatura sobre os efeitos do tipo de pulso do laser de CO2 no controle da erosão, o objetivo deste estudo será determinar a influência de diferentes tipos de pulso do laser de CO2 associado a uma fonte de fluoreto in vitro no controle da erosão em esmalte de dentes bovinos. Setenta e cinco incisivos bovinos serão utilizados para a obtenção de 120 fragmentos de esmalte (3x3 mm). Estes serão impermeabilizados com esmalte de unha e na porção inferior será fixado um fio dental. A seguir, serão individualmente embebidos em resina de poliéster, com a superfície de esmalte voltada para cima. Para formação de lesão de erosão, os espécimes serão submetidos a um desafio ácido inicial de 2 ciclos por 1 minuto, realizados no mesmo dia, com solução de ácido clorídrico (pH 1,2) que simula o suco gástrico. Os espécimes serão aleatoriamente divididos em 2 grupos de acordo com o tratamento superficial a ser realizado: I. Gel de flúor fosfato acidulado (FFA) a 2% e II. Gel placebo (controle). A seguir, os espécimes de cada um dos grupos serão divididos em 4 subgrupos, de acordo com o tipo de pulso empregado na irradiação com laser de CO2: A. continuo, B. pulso repetido, C. ultra pulso, D. ausência de irradiação - (controle) A irradiação com laser de CO2 será realizada no modo não-contato, desfocado a uma distância de 4 mm do esmalte, com 1 W. Após a realização dos tratamentos, serão simulados novos desafios erosivos em solução de ácido clorídrico (pH 1,2), durante 5 dias, sendo realizados 2 ciclos de 1 minuto por dia. Posteriormente, pelo método de coloração histoquímica, os espécimes serão individualmente imersos em soluções de sulfato de cobre a 10% e de ácido rubeânico. Após a coloração, serão obtidas três secções e a análise da permeabilidade será realizada, em microscópio Óptico, utilizando o software de digitalização de imagem Axion Vision 3.1. Serão realizadas, em cada corte, cinco avaliações da penetração dos íons cobre em relação à espessura total do esmalte, totalizando quinze leituras por espécime. Para a análise estatística, será considerada a média dessas mensurações. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SCATOLIN, RENATA SIQUEIRA; ALONSO-FILHO, FERNANDO LUIZ; GALO, RODRIGO; RIOS, DANIELA; BORSATTO, MARIA CRISTINA; MILORI CORONA, SILMARA APARECIDA. CO2 laser emission modes to control enamel erosion. MICROSCOPY RESEARCH AND TECHNIQUE, v. 78, n. 8, p. 654-659, AUG 2015. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.