Busca avançada
Ano de início
Entree

Interações tróficas entre fitoplâncton nocivo e zooplâncton e seus efeitos no controle de florações de microalgas e na reprodução de copépodes

Processo: 08/06279-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2008
Vigência (Término): 30 de setembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Rubens Mendes Lopes
Beneficiário:Naira Juliana da Silva
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Copépodes   Zooplâncton

Resumo

Dentre as várias modalidades de impacto verificadas nos ecossistemas de regiões costeiras a proliferação excessiva de microalgas tóxicas ou nocivas tem assumido variadas formas e originado múltiplos efeitos, os quais podem ser sumarizados em prejuízos ecológicos, socioeconômicos e na saúde pública. Copépodes planctônicos marinhos, organismos, em geral, dominantes em amostras de zooplâncton, tanto em termos de abundância como de biomassa, compõem os principais representantes dentre os primeiros consumidores das microalgas marinhas. Como elos fundamentais de transferência de matéria e energia para inúmeros outros níveis das tramas tróficas existentes no ecossistema marinho, asseguram a sobrevivência de diversas espécies, dentre elas, muitos recursos de interesse comercial. Neste contexto, portanto, ressalta-se a importância das pesquisas envolvendo o estudo de possíveis intervenções derivadas da ocorrência de florações de algas nocivas, na sobrevivência e desenvolvimento destes crustáceos (controle base-topo) assim como o papel da atividade alimentar dos copépodes sobre a magnitude e a persistência das florações (controle topo-base). O presente estudo, cujos resultados esperados fazem parte das contribuições do projeto recentemente aprovado pela FAPESP intitulado "Monitoramento em Alta Resolução de Florações de Algas Tóxicas (MARFLAT)", tem como objetivo principal avaliar a influência da alimentação e da reprodução de copépodes planctônicos marinhos sobre a ocorrência de espécies de microalgas nocivas em áreas costeiras onde há cultivos de moluscos no litoral norte de São Paulo. Com métodos inovadores de amostragem e análise, através da utilização da FlowCAM®, a proposta representa também um primeiro passo no entendimento dos efeitos nocivos (toxicidade e inadequação nutricional) de dietas algais sobre o recrutamento do zooplâncton nos ambientes naturais, podendo fornecer subsídios para futuros estudos envolvendo o possível acúmulo de toxinas nos organismos e sua transferência na cadeia trófica.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.