Busca avançada
Ano de início
Entree

Composição, biomassa e produção dos copépodes pelágicos na plataforma adjacente a Santos

Processo: 06/60180-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2007
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Rubens Mendes Lopes
Beneficiário:Leonardo Kenji Miyashita
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/09932-1 - A influência do complexo estuarino da Baixada Santista sobre o ecossistema da plataforma adjacente (ECOSAN), AP.PRNX.TEM
Assunto(s):Zooplâncton   Copepoda   Produção secundária   Biomassa   Plataforma continental   Santos (SP)

Resumo

O projeto temático "A Influência do Complexo Estuarino da Baixada Santista sobre o Ecossistema da Plataforma Adjacente (ECOSAN)" tem como enfoque o estudo da penetração das águas provenientes do complexo estuarino da Baixada Santista na plataforma continental e de suas conseqüências no ecossistema. Este trabalho, inserido dentro do projeto citado, tem como objetivo o estudo da composição, biomassa e produção secundária dos copépodes pelágicos da plataforma adjacente à Baixada Santista. As amostras de zooplâncton são provenientes das coletas realizadas durante os dois cruzeiros oceanográficos com o N/Oc. Prof. W. Besnard na região entre o sul da ilha de São Sebastião e Peruibe (SP), resultando num total de 52 amostras. As coletas de zooplâncton foram feitas com rede Multinet MPS (Hydrobios) com malha de 64 pm, dotada de fluxômetro. Após as coletas, todas as amostras foram fixadas em solução de formaldeído tamponado 4 %. Os copépodes serão identificados em táxons, contados e medidos sob microscópio estereoscópico dotado de uma câmara clara e mesa digitalizadora, utilizando o software ZoopBiom (Zooplankton Biomass). O programa possibilita o cálculo do peso seco e da biomassa dos copépodes utilizando a medida do prossomo tomada na mesa digitalizadora. A produção secundária dos copépodes será calculada com base em dois modelos de equações de regressão que utilizam diferentes parâmetros para estimar a taxa de crescimento. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MIYASHITA, LEONARDO KENJI; DE MELO JUNIOR, MAURO; LOPES, RUBENS M. Estuarine and oceanic influences on copepod abundance and production of a subtropical coastal area. Journal of Plankton Research, v. 31, n. 8, p. 815-826, AUG 2009. Citações Web of Science: 32.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.