Busca avançada
Ano de início
Entree

Vacinação profilática e terapêutica contra a infecção experimental crônica Causada pelo Trypanosoma cruzi utilizando a estratégia de prime-boost heterólogo com DNA plasmidial e vírus recombinantes expressando genes da super-família das trans-sialidase

Processo: 10/08071-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2010
Vigência (Término): 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Maurício Martins Rodrigues
Beneficiário:Adriano Fernando da Silva Araujo
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Terapia genética   Vacinas   Trypanosoma cruzi   Vacinas sintéticas

Resumo

A Doença de Chagas é uma infecção aguda e crônica causada por um protozoário parasita intracelular, o Trypanosoma cruzi. Apesar da redução da transmissão observada nos últimos trinta anos em alguns países, esta doença ainda é considerada endêmica na maioria dos países da América Latina acometendo um número indeterminado de pessoas, mas que se estima na ordem de 8 a 15 milhões de indivíduos. Devido ao pobre efeito de tratamentos quimioterápicos com benzonidazol e nifurtimox, cerca de um terço das pessoas infectadas irão progredir inexoravelmente para a manifestação clínica mais grave da doença que é a cardiopatia chagásica crônica (CCC). A mortalidade antecipada e inaptidão física causada pela CCC em adultos economicamente produtivos, acarretam uma perda econômica equivalente a mais de 8 bilhões de dólares por ano.O uso de certas combinações de cepas de parasitas e de camundongos isogênicos pode reproduzir em diversos aspectos a patologia da doença de Chagas aguda e crônica. Utilizando estes modelos experimentais, vários estudos demonstraram a importância da resposta do tipo 1 (CD4 e CD8) na imunidade protetora contra a infecção pelo T. cruzi. No caso do nosso grupo, nos últimos 15 anos, nós desenvolvemos extenso trabalho de vacinação profilática experimental contra a infecção experimental usando DNA plasmidial, proteínas recombinantes e vírus recombinantes expressando diversas proteínas da família da trans-sialidase de T. cruzi. Apesar do sucesso que obtivemos com estas vacinas profiláticas, ainda não testamos o potencial terapêutico destas devido à ausência de modelos de infecção experimental crônica apropriado.No presente projeto pretendemos testar o efeito de vacinações profiláticas e terapêuticas utilizando a estratégia de prime-boost heterólogo com DNA plasmidial, adenovirus e MVA recombinantes em dois modelos murinos de doença de Chagas que causam uma patologia crônica semelhante à observada em cardiomiopatas chagásicos. Para tal utilizaremos parasitas da cepa Brazil e da cepa Colombiana de T. cruzi para infectar camundongos isogênicos F1 CB10XBALB/c, ou F1 A/SnXBALB/c. Acreditamos que nossos estudos trarão importante conhecimento na possibilidade de se usar novas estratégias para a prevenção e tratamento da doença de Chagas crônica ou eventualmente descartá-las caso se mostrem incapazes de levar a uma melhora signficativa. Em ambos os casos, é muito possível que obteremos novos conhecimentos sobre a imunopatolgia observada nesta fase da doença que acomete milhões de pessoas a maioria delas vivendo no Brasil e muitas especificamente no estado de São Paulo.