Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de biofilmes por bastonetes Gram negativos não fermentadores isolados de água de hemodiálise

Processo: 10/05639-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Vera Lúcia Mores Rall
Beneficiário:Beatriz Aquilino Barreto Reis
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Diálise renal   Biofilmes   Sepse   Burkholderia cepacia   Pseudomonas aeruginosa   Stenotrophomonas maltophilia

Resumo

No Brasil, 90% dos pacientes com insuficiência renal crônica ou aguda dependem dos tratamentos de hemodiálise, já que seus rins não possuem a habilidade de filtrar as impurezas do sangue. Nesse procedimento, o sangue é filtrado e entra em contato direto com uma solução chamada dialisato. Como a água é o principal componente dessa solução, a qualidade química e microbiológica são essenciais para evitar riscos adicionais ao paciente, pois qualquer contaminação pode causar reações adversas ao organismo. Existem diversos gêneros de bactérias comumente encontradas na água. Dentre eles pode-se destacar Pseudomonas, Stenotrophomonas e Burkholderia, sendo os bastonetes Gram negativos não fermentadores mais identificados nas análises microbiológicas da água de diálise. Dentre os diversos fatores de virulência dessas bactérias, a capacidade de formar biofilme pode ser considerada uma das mais importantes na colonização de superfícies, pois aumenta a resistência da bactéria contra as defesas imunes naturais, compostos antimicrobianos, radiação e desidratação. As propriedades físico-químicas de uma superfície podem exercer uma forte influência sobre a adesão dos microrganismos, os quais aderem mais facilmente às superfícies hidrofóbicas (PVCs) do que às hidrofílicas (vidro ou metais como aço inox). A presença de microrganismos produtores de biofilme nas unidades de diálise, principalmente em materiais hospitalares, na água utilizada e no seu sistema de distribuição, é motivo de preocupação, devido à alta exposição dos pacientes a uma provável septicemia. Sendo assim, o presente trabalho tem por objetivo identificar cepas de Pseudomonas aeruginosa, Stenotrophomonas maltophilia e Burkholderia cepacia em amostras de água da hemodiálise e pesquisar o comportamento dessas cepas quanto à produção de biofilme em diferentes temperaturas (20ºC e 35ºC) e materiais (PVC e aço inoxidável). (AU)