Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação microbiológica de sorvetes e sobremesas comercializados na cidade de Botucatu e pesquisa da produção de toxinas, a partir das cepas de Staphylococucus sp isoladas

Processo: 05/54282-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2005
Vigência (Término): 31 de julho de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Vera Lúcia Mores Rall
Beneficiário:Michele Cristina Ferreira
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Microbiologia de alimentos   Toxicologia de alimentos   Intoxicação alimentar estafilocócica   Staphylococcus   Sorvete   Botucatu (SP)

Resumo

O alimento é um importante elo na cadeia epidemiológica de doenças transmissíveis. Sua conservação em condições não adequadas favorece a multiplicação de microrganismos que podem ocasionar alterações e/ou produzir sintomas de toxinfecções alimentares nos consumidores. As sobremesas mais comumente envolvidas em surtos são cremes e doces cremosos mantidos sob refrigeração imprópria e sorvetes. Esses surtos geralmente ocorrem devido a uma combinação de fatores, como matéria prima de má qualidade, contaminação cruzada, falta de higiene e temperaturas inadequadas durante e após a preparação dos alimentos. Assim, o presente trabalho tem por objetivo verificar se esses alimentos consumidos na cidade de Botucatu atendem aos padrões da Resolução n° 12 da Anivisa, além de uma pesquisa dos estafilococos coagulase positiva ou negativa e das toxinas ligadas a eles. Os estafilococos coagulase negativas vem sendo reconhecidos como importantes patógenos emergentes em alimentos, devido às técnicas de biologia molecular, que permitem a verificação da presença de genes que codificam enterotoxinas e da descoberta de novas toxinas (G, H, I e J), além das clássicas (A-E). (AU)