Busca avançada
Ano de início
Entree

Alteracoes na composicao da parede celular da madeira de pau-brasil ocasionadas pelo ataque da coleobroca platypus sulcatus.

Processo: 03/07536-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2003
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2004
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Pesquisador responsável:Marcia Regina Braga
Beneficiário:Graziele de Souza Girardi
Instituição-sede: Instituto de Botânica. Secretaria do Meio Ambiente (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:00/06422-4 - Caesalpinia echinata (pau-brasil) da semente à madeira, um modelo para estudos de plantas arbóreas tropicais brasileiras, AP.TEM
Assunto(s):Caesalpinia echinata   Parede celular   Madeira

Resumo

A madeira é formada de células com paredes celulares espessadas, compostas principalmente de celulose, hemiceluloses e lignina. A resistência mecânica da madeira e sua composição em extrativos determinam seu tempo de decaimento e sua resistência a insetos e microorganismos. Em testes de avaliação da resistência da madeira do pau-brasil a cupins-de-madeira-seca e fungos apodrecedores foi observado que sua durabilidade natural assemelha-se a do angico-preto, uma das madeiras de mais alta dureza e resistência ao ataque de organismos xilófagos. Porém, recentemente, em um arboreto experimental de pau-brasil implantado na Reserva Biológica de Mogi-Guaçu (SP) foi observada a infestação dos troncos por uma broca, que foi identificada como o coleóptero Platypus sulcatus. Este projeto tem como objetivo analisar a composição química das paredes celulares da serragem produzida pelos machos adultos e pelas larvas dessa coleobroca, comparando-as com aquela já analisada em madeira de pau-brasil isenta do ataque pelo coleóptero. Com isso, pretende-se obter informações sobre utilização de componentes da parede celular da madeira por essa broca, visando contribuir para o conhecimento dos fatores relacionados ao decaimento da madeira de pau-brasil por ação de insetos xilófagos. (AU)