Busca avançada
Ano de início
Entree

Exposição crônica a cafeína: alterações morfológicas, morfométricas e citoquímicas nas próstatas ventral e dorsal do rato

Processo: 10/03270-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2010
Vigência (Término): 31 de maio de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Sérgio Luis Felisbino
Beneficiário:Marcela Martins
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Cafeína   Reprodução   Citoquímica   Apoptose   Matriz extracelular   Próstata   Proliferação celular

Resumo

A hiperplasia prostática benigna (HPB) e os adenocarcinomas são as duas principais lesões prostáticas que surgem nos homens a partir dos 50 anos. Entretanto, junto com o desequilíbrio dos hormônios androgênicos que existe nesses casos, há outras causas importantes, tais como exposição a agentes químicos, fatores genéticos, estilo de vida e hábitos nutricionais, que também exercem papel importante na etiologia dessas lesões e no processo de carcinogênese. A cafeína, um alcalóide presente em várias bebidas de consumo mundial, apresenta efeitos controversos sobre o organismo, podendo ser em altas doses tóxico ao organismo, mas que em baixas doses apresenta ações positivas de estimulo neurológico, cardiovasculares e até de prevenção de algumas doenças, tais como o mal de Parkinson e a diabetes mellitus do tipo 2. Além do mais, o consumo de café tem sido relacionado com uma maior incidência de HPB, mas por outro lado, recentemente, tem sido proposto que um consumo moderado de café e de cafeína possa ter um efeito preventivo sobre diferentes tipos de cânceres, incluindo o câncer de próstata. Neste projeto, investigaremos os efeitos de uma exposição crônica a cafeína sobre a próstata do rato desde o crescimento na puberdade até a idade adulta. Para isto, serão empregadas análises morfológicas, morfométricas e citoquímicas. Este projeto de IC é parte de um projeto maior que está sendo desenvolvido por uma Bolsista de Doutorado (Proc. FAPESP 09/50850-5) e de um projeto de Pesquisa com Auxílio Regular (09/52747-7).