Busca avançada
Ano de início
Entree

Áreas de endemismo na Mata Atlântica: uma análise com angiospermas

Processo: 10/02814-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2010
Vigência (Término): 31 de maio de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fitogeografia
Pesquisador responsável:José Rubens Pirani
Beneficiário:Pedro Fiaschi
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Angiospermas   Biogeografia   Mata Atlântica

Resumo

Propostas de delimitação de áreas de endemismo de plantas no domínio da Mata Atlântica são escassas. Dentre as disponíveis até o momento, utilizaram-se dados de grupos não representativos de toda a extensão do domínio, e critérios pouco objetivos dos limites de tais áreas. Apesar da Mata Atlântica possuir uma biodiversidade altamente endêmica, não há propostas para a delimitação de áreas de endemismo de plantas neste domínio que utilizem critérios objetivos. Pretende-se com este projeto a proposição de tais áreas com base em registros georeferenciados de aproximadamente 1000 espécies de angiospermas endêmicas da Mata Atlântica, que serão compilados a partir de listas geradas por taxonomistas especialistas. Dados taxonômicos inéditos serão levantados para as ca. 15 espécies de Dendropanax (Araliaceae) endêmicas do domínio. As áreas de endemismo serão delimitadas com o uso de duas metodologias alternativas, a "Parsimony Analysis of Endemicity" (PAE) e a "análise de endemismo", que utiliza o programa NDM/VNDM, ambas a partir do registro de ocorrências em uma grade sobreposta ao mapa do domínio. As áreas de endemismo propostas serão comparadas com áreas obtidas para outros grupos de organismos, e fornecerão unidades geográficas para estudos futuros de biogeografia histórica. Com base no registros de espécies endêmicas, pretende-se verificar se existe uma compartimentalização latitudinal da Mata Atlântica em blocos florísticos do norte e do sul, e se as florestas interioranas do domínio são caracterizadas por um subconjunto florístico das florestas costeiras associadas.

Publicações científicas (7)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FIASCHI, PEDRO. A new species of Dendropanax (Araliaceae) from the Brazilian Atlantic Forest. BRITTONIA, v. 68, n. 2, p. 103-110, JUN 2016. Citações Web of Science: 2.
FIASCHI, PEDRO. Three new species and a revised key to species of Oxalis section Polymorphae (Oxalidaceae). BRITTONIA, v. 66, n. 2, p. 134-150, JUN 2014. Citações Web of Science: 2.
FIASCHI, PEDRO; FRODIN, DAVID G. Two new combinations in Brazilian Dendropanax (Araliaceae). PHYTOTAXA, v. 159, n. 3, p. 236-240, FEB 14 2014. Citações Web of Science: 2.
KOTINA, EKATERINA L.; FIASCHI, PEDRO; PLUNKETT, GREGORY M.; OSKOLSKI, ALEXEI A. Systematic and ecological wood anatomy of Neotropical Schefflera (Araliaceae), with an emphasis on the Didymopanax group. Botanical Journal of the Linnean Society, v. 173, n. 3, p. 452-475, NOV 2013. Citações Web of Science: 1.
GROPPO, MILTON; GARCIA FAVARETTO, BRUNO SIMOES; DA SILVA, CLAUDIA INES; JARDIM, JOMAR GOMES; FIASCHI, PEDRO. A New Species of Kuhlmanniodendron (Lindackerieae, Achariaceae) from Eastern Brazil and the Systematic Position of the Genus in Achariaceae. SYSTEMATIC BOTANY, v. 38, n. 1, p. 162-171, JAN-MAR 2013. Citações Web of Science: 1.
FIASCHI, PEDRO; AMORIM, ANDRE M. A new species of Stephanopodium (Dichapetalaceae) from eastern Brazil. BRITTONIA, v. 64, n. 2, p. 153-156, JUN 2012. Citações Web of Science: 0.
FIASCHI, PEDRO; PLUNKETT, GREGORY M. Monophyly and Phylogenetic Relationships of Neotropical Schefflera (Araliaceae) based on Plastid and Nuclear Markers. SYSTEMATIC BOTANY, v. 36, n. 3, p. 806-817, JUL-SEP 2011. Citações Web of Science: 11.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.