Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização do perfil de expressão dos genes dsx, IX, VG e hex110 em operárias e zangões recém emergidos e análise dos promotores de VG e HEX 110 em Apis mellifera

Processo: 06/04670-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2006
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética
Pesquisador responsável:Zilá Luz Paulino Simões
Beneficiário:Flávia Cristina de Paula Freitas
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia do desenvolvimento   Biologia molecular

Resumo

Aproximadamente 20% das espécies de insetos conhecidas são haplodiplóides, ou seja, as fêmeas se originam de ovos fecundados e os macho de ovos não fecundados, como ocorre nas abelhas. O gene doublesex (dsx) está entre os genes mais conservados que participam da determinação do sexo em insetos e ocupa a base da hierarquia reguladora dos genes envolvidos na diferenciação sexual somática. O gene dsx codifica um fator de transcrição (DSX), que regula a transcrição sexo-específica de vários genes. Em D. melanogaster, o pré-mRNA do gene dsx sofre “splicing” alternativo que determina duas isoformas para o DSX: DSXF e DSXM, expressos em fêmeas e em machos, respectivamente.Recentemente, uma análise comparativa de bioinformática demonstrou que vários genes envolvidos na determinação do sexo em D. melanogaster estão conservados no genoma de ¬¬A. mellifera e valida experimentalmente que o gene terminal dsx é transcrito diferencialmente por “splicing” alternativo com uma isoforma de mRNA específico de macho. A função melhor caracterizada do DSX até o momento é a regulação da expressão das proteínas do ovo em D. melanogater, yolk protein1 e 2. Em B. mori, o fator de transcrição homólogo, BmDSXF, também é responsável pela regulação da expressão dos genes codificadores da vitelogenina (vg) e da hexamerina (hex) fêmea-específica.O presente estudo assume algumas hipóteses iniciais que serão testadas por experimentos de biologia molecular e bioinformática. (1) A estrutura genética altamente conservada dos fatores de transcrição IX e DSX indica que estes mantiveram suas funções reguladoras na determinação do sexo também em abelhas. (2) As proteínas de estocagem (Vg e Hex110) são tipicamente expressas em fêmeas e, portanto podem ser consideradas como potenciais genes alvo de DSX e IX, constituindo bons marcadores para estudos de expressão gênica sexo-específica. (3) Um possível comportamento modulatório no perfil de expressão destes genes pode ser a presença de elementos regulatórios também conservados na região promotora, principalmente de sítios de ligação DSX e/ou BZIP-1. O principal objetivo deste estudo será a caracterização do perfil de expressão dos quatro genes (dsx, ix, vg e hex110) em operárias e zangões adultos jovens e da estrutura da região promotora destes genes por ferramentas de bioinformática.