Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da função do sistema calicreína-cininas no desenvolvimento da fibrodisplasia ossificante progressiva: geração de modelo animal para a doença

Processo: 10/00711-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:João Bosco Pesquero
Beneficiário:Daniele da Soledade Franca Ferreira
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/06676-8 - Biologia celular e molecular dos sistemas calicreínas-cininas e renina-angiotensina, AP.TEM
Assunto(s):Cininas   Proteínas recombinantes

Resumo

Fibrodisplasia ossificante progressiva (FOP) é uma doença rara caracterizada por ossificações heterotópicas progressivas. Recentemente demonstrou-se que as ossificações se devem ao aumento da expressão de BMP-4, membro das proteínas morfogenéticas ósseas (BMPs), bem como a episódios relacionados à inflamação, onde ocorrem eventos agudos, que dão início à ossificação ectópica. BMPs são fatores de crescimento peptídicos que fazem parte da superfamília TGF-b. São descritos mais de 20 membros, os quais exercem papéis fundamentais durante o desenvolvimento embriogênico e no decorrer da vida adulta; BMP-4 é uma molécula que contribui para o reparo ósseo. As ossificações se devem ao aumento da expressão de BMP-4, ocasionada por uma mutação no receptor tipo I de activina (ACVR1/ALK2), ao qual essa proteína se liga e mantém um controle positivo de sua expressão. Esta mutação é uma das mais específicas associadas ao fenótipo de uma doença (617 G>A; Arg206His) e o torna constitutivamente ativado. Apesar da mutação no gene ser encontrada em pacientes com FOP, um aumento da expressão de BMP-4 é suficiente para geração do fenótipo encontrado na doença, quando associado à presença de inflamação. Durante o período de inflamação, mediadores químicos são liberados e servem de quimioatratores para as células do sistema imunológico. Cininas são mediadores primários da inflamação, e têm um papel no recrutamento de leucócitos e na manutenção do processo inflamatório. Dados atuais indicam o envolvimento do sistema calicreína-cininas no metabolismo ósseo, onde vários modelos animais de doenças ósseas apresentam alterações comumente acompanhadas de níveis elevados de mediadores inflamatórios, tais como RANKL, IL-1² e TNF-±. Esses mediadores reconhecidamente atuam na expressão de receptores do sistema sistema calicreína-cininas, além de fazer parte da sinalização celular envolvida na FOP. Desta maneira, o objetivo do presente projeto é gerar um modelo animal de FOP por injeção exógena de rBMP-4/Matrigel, utilizando camundongos nocaute para receptores B1, B2 ou para ambos, bem como avaliar os níveis destes mediadores nos dados animais. Para a realização do projeto serão utilizados BMP-4 recombinante produzido em nosso laboratório e BMP-4 adquirido comercialmente. Nesses animais avaliaremos os níveis de ossificação heterotópica frente à ausência de resposta para bradicinina (BK), para desArg9BK ou para ambas, utilizando camundongos nocaute para receptor B2, B1, ou animais duplo nocaute B1B2, respectivamente, comparando com os animais selvagens. A criação de modelos animais para FOP, a partir dos camundongos nocaute para receptores de cininas, nos permitirá esclarecer o papel das cininas na osteogênese mediada pela ativação de rBMP-4 e pela presença de mediadores inflamatórios.