Busca avançada
Ano de início
Entree

Funções do sistema renina-angiotensina em vasos sanguíneos e em células endoteliais de animais nocaute para receptores de cininas

Processo: 05/50076-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2005
Vigência (Término): 08 de novembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Cardiorenal
Pesquisador responsável:João Bosco Pesquero
Beneficiário:Liliam Fernandes
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:02/00807-7 - Biologia molecular dos sistemas renina-angiotensina e calicreínas cininas, AP.TEM
Assunto(s):Cininas   Endotélio   Reatividade cardiovascular   Sistema renina-angiotensina

Resumo

Inúmeros estudos demonstraram que o controle das funções circulatórias é resultado, ao menos em parte, da interação funcional entre componentes dos Sistemas Calicreína-Cininas e Renina-Angiotensina. Porém, embora os efeitos desses sistemas sejam freqüentemente opostos, a interação de ambos é complexa e nem sempre simplesmente antagônica. A aplicação de uma série de ferramentas farmacológicas e moleculares tem auxiliado no esclarecimento desses fenômenos, entretanto, as informações sobre essa inter-relação em células endoteliais são escassas. Considerando que receptores de cininas e de angiotensinas e enzima conversora de angiotensina são proteínas abundantemente expressas na membrana endotelial, o presente projeto fundamenta-se na investigação do papel de receptores B1 e B2 nas ações celulares e vasculares desencadeadas por Angiotensina II e Angiotensina-(1-7). Utilizando camundongos nocaute para receptores B1 ou B2, o presente estudo propõe-se a: 1) avaliar a produção de NO, liberação de prostanóides e geração de espécies reativas de oxigênio induzidas por Ang II ou Ang-(1-7) em células endoteliais; 2) investigar o papel de receptores de cininas sobre a atividade da enzima conversora de angiotensina; e 3) avaliar funcionalmente os efeitos de Ang II ou Ang-(1-7) em estudos de reatividade vascular. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.