Busca avançada
Ano de início
Entree

Mistura de praguicidas em baixas doses: avaliacao da toxicidade reprodutiva em ratos lewis machos.

Processo: 06/61853-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2007
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia
Pesquisador responsável:Wilma de Grava Kempinas
Beneficiário:Juliana Elaine Perobelli
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Ratos   Disruptores endócrinos   Toxicologia reprodutiva   Praguicidas

Resumo

A desregulação endócrina causada por contaminantes químicos ambientais pode mimetizar ou antagonizar os efeitos de hormônios esteróides como estrógenos e andrógenos. Dentre os compostos químicos com ação desreguladora endócrina, muita importância é atribuída aos praguicidas, de forma que um número crescente de estudos tem sido gerado para obter informações sobre os efeitos da exposição populacional a estes compostos. O objetivo desse estudo é o de avaliar a toxicidade reprodutiva em ratos machos decorrente da exposição a uma mistura de cinco praguicidas agrícolas, escolhidos pelo fato de terem sido referidos pela ANVISA como contaminantes de tomates, cada um deles fornecidos em nível de seu NOEL ou LOAEL. Ratos Lewis (isogênicos) serão separados em quatro grupos experimentais: Grupo 1 (controle negativo) - ração basal semi-purificada; Grupo 2 (baixa dose) - ração semi-purificada contendo Diclorvos 0,23 mg/kg, Dicofol 0,22mg/kg, Endosulfan 0,6mg/kg, Dieldrin 0,025mg/kg, Permetrina 5.0 mg/kg; Grupo 3 (doses efetivas - LOEL/LOAEL) - ração semi-purificada contendo Diclorvos 2.3 mg/kg, Dicofol 2,5mg/kg, Endosulfan 2,9mg/kg, Dieldrin 0,05mg/kg, Permetrina 25,0 mg/kg e Grupo 4 (controle positivo) - com 5 subgrupos, que receberão rações contendo os praguicidas separadamente, cada um em concentração correspondente aos seus respectivos LOEL/LOAEL. Os animais serão sacrificados no final da 8ª semana (56º dia) e avaliados quanto aos parâmetros espermáticos, concentrações hormonais e histologia dos testículos e epidídimos. (AU)