Busca avançada
Ano de início
Entree

"morre, verso meu": vladimir maiakovski e o luto do si-mesmo.

Processo: 06/55561-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2006
Vigência (Término): 30 de setembro de 2007
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Teoria Literária
Pesquisador responsável:Márcio Orlando Seligmann-Silva
Beneficiário:Paulo Sérgio de Souza Júnior
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Suicídio   Psicanálise   Morte   Poesia

Resumo

Este projeto visa a analisar a obra poética do escritor Vladímir Vladímirovitch Maiakóvski (Bradumup Bradumupocuy Marxobckuu-2, 1893-1930), a partir de uma proposta de leitura norteada por uma idéia que o perseguia: a de cometer suicídio (Campos, 1980). O foco do projeto é a avaliação de como o autor aborda o que é da ordem do soturno em seu produzir poético - desde a morte do pai e das vítimas de guerra, até os 'suicídios imaginários'3 -, em que se presentifica um entrelaçar nitidamente constituído por experiências marcantes que tiveram como palco a Rússia do começo do séc. XX. Entre elas: a guerra contra o Japão, as revoluções de 1905 e 1917, a Primeira Grande Guerra e a guerra civil de 1918. Para trabalhar com o tema proposto, lançarei mão de prismas teóricos de áreas como a Literatura de Testemunho e a Psicanálise, a fim de desenvolver os questionamentos sobre o assunto, e trazer para o campo das discussões a dimensão da obra testemunhal entendida como a escrita do trauma; e o suicídio, na poética maiakovskiana, como constitutivo. (AU)