Busca avançada
Ano de início
Entree

Modelagem matemática na avaliação do sinergismo da atividade antioxidante de compostos naturais aplicados em emulsões alimentícias

Processo: 07/01723-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2007
Vigência (Término): 30 de junho de 2008
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Inar Alves de Castro
Beneficiário:Ana Carolina Lima Carvalho
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Bioquímica de alimentos   Alimentos naturais   Antioxidantes   Malondialdeído   Componentes principais   Emulsões   Modelos matemáticos

Resumo

Atualmente a indústria tem pronunciado grande interesse em substituir aditivos sintéticos aplicados em alimentos em função de seus efeitos toxicológicos e mutagênicos. O consumidor, por sua vez, busca alimentos mais saudáveis e seguros para sua dieta. De forma geral, o uso de compostos antioxidantes auxilia na prevenção da oxidação lipídica, um processo indesejável por promover alterações no sabor e na cor dos alimentos. Alguns compostos tais como flavonóides, a-tocoferol, b-caroteno e ácido ascórbico, sintetizados ou extraídos de fontes naturais, inibem ou retardam a oxidação lipídica, sendo uma opção a ser avaliada na substituição de compostos artificiais. Uma significativa limitação encontrada na análise do potencial efeito antioxidante desses compostos refere-se ao meio no qual são aplicados (óleos ou emulsões) e ao método empregado nessa avaliação. Vários estudos têm demonstrado que a ação antioxidante de compostos naturais não apresenta um comportamento "dose-dependente" e que interações positivas, ou sinergismo, podem ocorrer quando compostos são combinados em diferentes concentrações. Desta forma, o objetivo inicial deste projeto será aplicar técnicas estatísticas multivariadas para classificar vários compostos naturais de acordo com a atividade antioxidante obtida através de diferentes procedimentos metodológicos. A partir dessa classificação, dois a quatro deles serão selecionados e a metodologia de superfície de resposta (RSM) será aplicada para obtenção da modelagem matemática do efeito antioxidante dessas misturas nos diferentes métodos. Uma vez obtidos os modelos ajustados, os mesmos serão submetidos à otimização com objetivo de obter a proporção de cada um deles na mistura que resulte na máxima atividade antioxidante. Finalmente, a mistura otimizada será aplicada na formulação de uma emulsão alimentícia a base de carne, e a oxidação dos produtos finais será determinada durante o shelf-life, comparando-se com uma emulsão preparada com o antioxidante artificial atualmente empregado.