Busca avançada
Ano de início
Entree

Producao e caracterizacao parcial de anticorpos monoclonais contra a metaloproteinase bap1.

Processo: 01/08884-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2001
Vigência (Término): 31 de outubro de 2002
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunoquímica
Pesquisador responsável:Irene Fernandes
Beneficiário:Paula de Checchi
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Anticorpos monoclonais

Resumo

Os venenos de serpentes são misturas complexas de proteínas com diferentes atividades tóxicas ou enzimáticas. Dentre estas, as toxinas hemorrágicas (metaloproteinases) têm um papel particularmente importante no mecanismo de lesão local decorrente do envenenamento por serpentes do gênero Bothrops. As metaloproteinases de veneno pertencem à uma família de proteínas que contém uma seqüência conservada de ligação com o zinco, característica das matrixinas de mamíferos, freqüentemente associadas a processos inflamatórios como artrite. O objetivo deste projeto será produzir anticorpos monoclonais dirigidos contra a metaloproteinase BaP1, presente no veneno de B, asper (Tercipopelo), de massa molecular de 24 kDA, da classe P-l das "Snake Venom Metalloendopeptidases" ou SVMP, que contém somente o domínio metalo. Estes anticorpos serão caracterizados quanto à isotipia, constante de afinidade e especificidade. Estes estudos poderão auxiliar na compreensão dos mecanismos de ação das metaloproteinases e ainda na identificação de outras metaloproteinases em venenos. (AU)