Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de variaveis hemodinamicas avaliados pelo sistema portapress/ finometer em portadores de ha refrataria

Processo: 08/56742-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2009
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Cardiorenal
Pesquisador responsável:Heitor Moreno Junior
Beneficiário:Samanta Sultano
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Endotélio   Hemodinâmica   Aldosterona   Hipertensão

Resumo

A Hipertensão Arterial Refratária (HAR) acomete de 18 a 22% dos pacientes hipertensos, sendo cada vez mais prevalente nas sociedades ocidentais. No entanto, desconhece-se a sua fisiopatologia. Expansão do volume intracelular, hiperatividade simpática e do S. Renina-Angiotensina-Aldosterona, e a disfunção endotelial estão possivelmente relacionados à HAR. Crescem ainda, as evidências de que o hiperaldosteronismo primário seja a causa ou conseqüência dessa refratariedade. Serão avaliados 150 indivíduos dos quais 50 são pacientes portadores de HA refratária, após descartadas a falta de adesão e HA secundária, 50 são indivíduos hipertensos moderados e 50 indivíduos controles. Simultaneamente, estes pacientes serão tratados com Inibidores da Enzima Conversora (IECA), Antagonistas de Receptor de Angiotensina (ARA2), Bloqueadores de Canais de Cálcio (BCC) e Antagonista de Aldosterona (Espironolactona). Serão realizados estudos para caracterizar o perfil hemodinâmico através dos Sistemas não invasivo Finometer e Portapres, correlacionando os achados com a velocidade da onda de pulso (VOP Complior SP). Estas avaliações ocorrerão durante o período mínimo de 01 ano. Colaborações: FAMERP (SP), INCOR-USP, UFRG (Porto Alegre) e Univ. de Barcelona (Espanha). (AU)