Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do confinamento de material ferroelétrico em matrizes baseadas em nanocompósitos biodegradáveis

Processo: 08/58355-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2009
Vigência (Término): 31 de maio de 2012
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Elson Longo da Silva
Beneficiário:Fauze Ahmad Aouada
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Nanocompósitos   Embalagens inteligentes   Propriedades mecânicas

Resumo

Atualmente o Brasil, desenvolve conhecimentos e prepara recursos humanos da mesma forma que muitos países que pesquisam tecnologias avançadas no campo da microeletrônica e da computação, através do desenvolvimento de filmes ferroelétricos utilizando a nanotecnologia. Os materiais ferroelétricos são materiais que possuem vantagens tecnológicas em relação a outros materiais. Uma importante aplicação dos materiais ferroelétricos está nos cartões bancários ou de crédito, porém, outra aplicação de grande interesse comercial encontra-se no sensoriamento remoto de embalagens, para marcação de preço, características de produção e histórico da embalagem, itens fundamentais para o rastreamento de produtos principalmente alimentícios. Nesta área, os sistemas poliméricos biodegradáveis utilizados como matriz de deposição podem se tornar uma estratégia muito atrativa, do ponto de vista industrial, devido a sua alta biodegradabilidade e baixo custo, o que os torna muito adequados para embalagens de alimentos. Neste contexto, a formulação de polímeros biodegradáveis para produção de nanocompósitos, onde uma das fases incorpore funções específicas ferroelétricas, é altamente desejável para a composição de embalagens inteligentes, visto que a possibilidade de confinar materiais ferroelétricos em matrizes poliméricas flexíveis possa conferir propriedades peculiares bastantes inovadoras devido a alta mobilidade dipolar do material confinado. Assim, este projeto tem como objetivo principal produzir nanocompósitos biodegradáveis a base de amido termoplástico/argila com satisfatórias propriedades mecânicas, hidrofílicas, térmicas, espectroscópicas, estruturais e morfológicas, e integrar nanoparticulas ferroelétricas na sua estrutura nanocompósita, de forma que possam ser vislumbradas aplicações de construção de memórias ferroelétricas de rastreamento na própria embalagem. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.