Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da atividade mutagênica e/ou antimutagênica do extrato hidroalcoólico de Solanum lycocarpum St. Hill. em camundongos Swiss

Processo: 09/02224-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2009
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Denise Crispim Tavares Barbosa
Beneficiário:Mariana Beltrame Corrêa
Instituição-sede: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca , SP, Brasil
Assunto(s):Testes de mutagenicidade   Testes para micronúcleos   Solanum lycocarpum   Medula óssea   Citotoxicidade   Modelos animais

Resumo

A espécie Solanum lycocarpum (SL) também conhecida como fruta-do-lobo, ou ainda lobeira, é encontrada no Cerrado brasileiro. Os seus frutos são usados na medicina tradicional para tratamento de diabetes e diminuir os níveis de colesterol. Além de ser usado como medicamento, é também usado como alimento para animais e humanos. Devido ao seu potencial em atividades biológicas e farmacológicas, este trabalho tem como objetivo avaliar a possível atividade mutagênica e/ou antimutagênica de diferentes concentrações do extrato hidroalcóolico de SL. Para isso serão realizados experimentos com células de medula óssea de camundongos Swiss. Os animais serão tratados por meio de gavage em concentrações de 0,25; 0,5; 1,0 e 2,0 g/kg de peso corpóreo (p.c.) de SL para avaliação de mutagenicidade. Para ensaios de antimutagenicidade, as diferentes concentrações de SL serão associadas ao quimioterápico doxorrubicina (90 mg/kg p.c.). As amostras de medula óssea serão coletadas 24h após os tratamentos. Os parâmetros de análise serão as freqüências de micronúcleos em eritrócitos policromáticos de medula óssea, além da obtenção índices de divisão nuclear para avaliação da citotoxicidade. (AU)