Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação da espectrofotometria de fluorescência para identificação de inibidores naturais de proteases aspárticas e serínicas: uma ferramenta enzimática moderna para a busca de novos agentes terapêuticos

Processo: 08/04900-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2008
Vigência (Término): 31 de maio de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Vanderlan da Silva Bolzani
Beneficiário:Barbara Marcondes Abissi
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/02176-7 - Conservação e uso sustentável da diversidade do Cerrado e da Mata Atlântica: diversidade química e prospecção de medicamentos potenciais - fase II, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Produtos naturais   Espectrometria de fluorescência

Resumo

Atualmente, a busca de novas substâncias com potencial terapêutico tem obtido grandes avanços tendo como foco os alvos moleculares que participam de processos básicos do funcionamento celular. Desta forma, algumas enzimas, como a elastase e a protease HIV, relacionadas à organização e estruturação dos tecidos e ao desenvolvimento da AIDS, respectivamente, têm obtido grande destaque da comunidade científica como modelo molecular para a descoberta de novos ligantes. Por isso os ensaios biológicos constituem um importante instrumento de screening farmacológico proporcionando o estudo de novas substâncias em larga escala. Adicionalmente, as técnicas analíticas de alta precisão, como a espectrometria de fluorescência, de ultravioleta e de massas são importantes aliados na descoberta de novas substâncias com potencial terapêutico a partir de fontes naturais como organismos marinhos, fungos e plantas. O presente projeto de pesquisa tem como objetivo descobrir novos inibidores enzimáticos naturais isolados de plantas da flora brasileira no Núcleo de Bioensaios, Biossíntese e Ecofisioloigia de Produtos Naturais (Instituto de Química de Araraquara - UNESP) com atividade inibitória sobre as proteases aspárticas (pepsina) e serínicas (elastase). Para isso, será utilizado um ensaio de inibição enzimática associado à técnica de espectrometria de fluorescência do tipo FRET (fluorescence resonance energy transfer).

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.