Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da expressão da proteína p16 em diferentes tipos de lesões mamárias pelo método imunoistoquímico

Processo: 08/58393-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2009
Vigência (Término): 30 de novembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Patricia Maluf Cury
Beneficiário:Mariana Scombatti Filipe
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Mama   Imuno-histoquímica   Neoplasias   Ciclo celular

Resumo

O câncer de mama é o segundo tipo de neoplasia maligna mais freqüente no mundo e o mais comum entre as mulheres. Apesar de ser considerado um câncer de relativamente bom prognóstico, caso diagnosticado e tratado oportunamente, as taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas no Brasil. O ciclo celular consiste em uma série de eventos bem controlados os quais dirigem a replicação do DNA e a divisão celular. Há evidências acumuladas que apontam a desregulação do ciclo celular como um fenômeno comum na carcinogênese humana. Um dos caminhos para tal fenômeno compreende o p16. Com relação ao papel exercido pelo p16 na carcinogênese mamária, controvérsias persistem. Alteração somática nos genes reguladores do ciclo celular tem sido correlacionada com prognóstico e sobrevida relacionados ao câncer de mama. Porém, poucos estudos têm avaliado os efeitos da variação genética herdada nos genes do ciclo celular. Este estudo tem por objetivo avaliar a expressão imunohistoquímica de p16 nos diferentes subtipos de lesões mamárias. Serão avaliados dez casos de cada grupo: fibroadenomas, alterações fibrocísticas, hiperplasias ductais típicas e atípicas, carcinomas ductais in situ e carcinomas ductais invasivos. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.