Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de estratos verticais do capim-marandu "Brachiaria brizantha" (Hochst ex a.rich) (Stapf) submetido a intensidades de pastejo

Processo: 02/09023-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2003
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2004
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Pastagens e Forragicultura
Pesquisador responsável:Valdo Rodrigues Herling
Beneficiário:Marcela de Almeida Contadini
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Pastagens

Resumo

Em decorrência da mudança atual registrada no crescimento das áreas de pastagens tropicais e da necessidade de implementar o seu uso, torna-se necessário que pesquisadores busquem soluções que possam ser aplicadas aos sistemas de produção visando melhorar racionalmente a exploração de plantas forrageiras já estabelecidas ou em processo de formação, para que se possa otimizar a produtividade sem precisar desmatar novas áreas, procurando, assim, manter nossas reservas de matas nativas. Sendo a pastagem a principal fonte ou até mesmo, em algumas ocasiões, a única de alimentação dos animais herbívoros faz-se necessário conhecer basicamente todo o seu processo de crescimento; produtividade; sua formação estrutural; adaptação em diferentes tipos de solo e clima; resposta à adubação; quantidade de forragem perdida e consumida, bem como a relação entre a ação da pressão de pastejo e consumo, associado à composição de estratos da vegetação. Diante desse contexto serão avaliados estratos verticais do capim-Marandu [(Brachiaria brizantha (Hochst ex A. RICH) STAPF] identificando folha verde, colmo+bainha e folha seca submetidas a 4 níveis de intensidade de pastejo, representados pelas ofertas de forragem 3%, 7%, 11% e 15%. O método de pastejo utilizado será o da lotação rotacionada, onde serão determinados a perda de forragem e o consumo de matéria seca diária pelos animais durante o período de ocupação. (AU)