Busca avançada
Ano de início
Entree

A Recirculação da Corrente do Brasil: abordagem teórico paramétrica

Processo: 10/02114-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Física
Pesquisador responsável:Ilson Carlos Almeida da SIlveira
Beneficiário:César Barbedo Rocha
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Corrente do Brasil

Resumo

Embora seja comum a existência de recirculações nos giros dos oceanos mundiais, muito pouco se conhece a respeito do processo de recirculação na porção interna do Giro Subtropical do Atlântico Sul, pois há carência de conjunto de dados sinóticos que capturem essa feição. Como um passo inicial para entendimento da dinâmica da recirculação, propomos, no presente trabalho, representar o Sistema Corrente do Brasil-Célula de Recirculação (CBCR) por um simples modelo paramétrico baseado em sua estrutura de velocidade. O objetivo é descrever a estrutura tridimensional do Sistema CBCR. A partir do modelo paramétrico para a velocidade, propomos calcular o campo de função de corrente. Para reconstruir o campo de densidade potencial, propomos um modelo inverso baseado na assinatura quase-geostrófica do Sistema CBCR no campo de massa. Para reconstituir os campos de temperatura (T) e salinidade (S), propomos utilizar um sistema de duas equações formado por uma forma linear da \textit{Equação de Estado da Água do Mar} [$\rho = \rho(S,T,0)$] e um polinômio do segundo grau ajustado para a relação T-S [$S = S(T)$]. Por fim, propomos interpolar os campos de T e S junto com uma climatologia, introduzindo a energia em escala sinótica à circulação média climatológica. Esperamos obter funções simples para representar a estrutura de velocidade. Esperamos também obter uma boa representação dos campos de densidade, temperatura e salinidade, que nos permitam descrever a estrutura tridimensional da porção interna do giro.