Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da qualidade da iluminação em áreas de espera de um hospital em Bauru (SP)

Processo: 08/06874-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:João Roberto Gomes de Faria
Beneficiário:Maria Emilia Soares da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Adequação ambiental   Hospitais   Iluminação

Resumo

A iluminação, utilizada para valorizar e ser ponte de ligação ente o espaço interno e externo em uma obra, ganhou espaço no campo da arquitetura, alcançando recentemente os edifícios hospitalares. Esses edifícios por muito tempo se mantiveram imunes a mudanças, mantendo sempre um mesmo padrão, que de certa forma era interpretado como um espaço frio, não humanizado e vedado ao contato externo. Tais impressões provinham do desenho arquitetônico, das aberturas do espaço e também da sensação causada pela uniformidade da iluminação interna feita com lâmpadas de cor branca, além das cores sempre muito claras, com predominância do branco, utilizadas por serem tidas como tons que expressavam higiene. A presente pesquisa será realizada em um hospital particular no interior do estado de São Paulo e tem como objetivo primordial analisar a iluminação e sua influência na percepção ambiental das pessoas, além da relação desse conjunto com as características arquitetônicas da obra e também com as cores utilizadas que, segundo estudos, dão significado especial a um espaço e influenciam de forma direta na percepção. Todos os dados subjetivos acima citados serão colhidos através de observações da pesquisadora e em entrevistas com os usuários e funcionários, sendo os referidos dados posteriormente cruzados com análises de imagens HDR, compostas por fotos tiradas na posição onde se encontra cada entrevistado, para que a partir daí se possa tirar conclusões mais objetivas sobre a qualidade da iluminação do espaço.